Radio Utopia Player

Uma História da Trompa estreia no F.I.M.A. em Loulé.

Uma História da Trompa estreia no F.I.M.A. em Loulé.

O espetáculo Uma Historia da Trompa (UHT) de Laurent David Rossi produzido pela KotoStudios tem estreia agendada para 21 de maio, 19H00 no Cineteatro Louletano em Loulé, no âmbito do Festival Internacional de Música do Algarve (FIMA).

UHT é um espetáculo multimédia ao vivo que conta a história da trompa, desde a sua origem até aos nossos dias. Este instrumento, presente desde os primórdios da humanidade com o corno animal até aos nossos dias, com a trompa moderna, será tocado ao vivo por um trompista, interpretando extratos de obras, com diversos instrumentos ligados à família da trompa.

A performance em palco interpretada pelo trompista Laurent David Rossi, terá como cenário, um filme projetado num grande ecrã, ilustrando com audiovisuais os vários quadros da evolução da trompa. Neste filme, descobrimos através das brincadeiras e dos olhos curiosos de duas crianças, as transformações e as variantes do instrumento, os intérpretes e os compositores, que no seu conjunto, constituem o rico património do instrumento.

Foi efetuado o levantamento histórico das peças e compositores que ao longo dos tempos compuseram para este instrumento, o que resultou, não só base musical do espetáculo, mas também, na publicação do CD da banda sonora do filme.

A KotoStudios, em co-produção com a Filmógrafo, produziu e realizou o filme que serve de base visual e narrativa para o espetáculo. Num tom documental, o filme recorre a imagem real e a uma multiplicidade de estilos de animação para ilustrar a evolução deste instrumento, pensado não só para melómanos, mas também amantes de cinema, história e animação.

 

O espetáculo UHT vai iniciar em Loulé um circuito itinerante que levará o espetáculo a todo o país e a várias cidades no estrangeiro.

DENNY NEWMAN

Cantor / compositor (Manfred Mann’s Earth Band, The Mick Taylor Band (ex-Rolling Stones), Snowy White’s (Pink Floyd), Bluesdrivers...).

Denny vem a Portugal pela primeira vez, em Março, só para alguns concertos.

DN trabalhou com vários artistas como: Manfred  Mann, Jeff Beck, Cat Stevens, Jon Martyn, Kate Bush, Chris Rea, Mick Taylor, Snowy White, The Pirates, Van Morrison, The Yardbirds, Nine below Zero, Zoot Money e muitos, muitos mais. Em tour, percorreu os EUA, o Japão e toda a Europa com The Mick Taylor Band e, no ano passado, com Snowy White.

Denny  e o seu tema “Burying Ground” são incluídos em “The Tokyo Concerts” de Mick Taylor; tem sido descrito como “the best kept secret in British Blues”, tendo sido destacado na BBC e outras estações de Rádio e TV.

 

A SCRATCH BAND é formada por:

CHARLIE GARDNER (BAIXO)

Nascido em Londres, toca blues desde o início dos anos 60, quando o estilo surgiu pela primeira vez no cenário londrino.

Charlie tocou com The Sam Gopal Dream Band (anterior a Lemmy dos Motorhead se unir à banda), The Gothenburg Blues Band (Suécia, final dos anos 60), Skint com Sir Elton John e Beechy Colclough, The Roadhouse Blues Band (banda suporte de Status Quo), a grande lenda de Blues do Mississippi, RL Burnside, em tour pela Europa. Trabalhou com Alvin Youngblood Hart num tour no Reino Unido e, recentemente, tocou baixo para a legendária estrela dos anos 60 John Leyton and the Flames ("Johnny, Remember me") em todo o território do RU durante 2015.

Em outubro de 2016, trouxe o “Escape Committee” - Pete Sarge Frampton (ex-Poacher Country Band) e George Glover (Climax Blues Band) - para Lisboa e o BB Blues Festival na Moita e, como a Wicked Pictures Productions, tenciona trazer mais amigos músicos para Portugal num futuro próximo!

 

LENNY FALCON (BATERIA, VOZ)

O holandês Lenny estudou percussão na escola de música Sweelinck Conservatorium, em Amsterdão, em meados de 1970.

Após vários anos na música clássica, passou a tocar bateria em bandas de Rock’n’Roll na Holanda.

Juntou-se à banda de rock “Old Tennis Shoes” e percorreu toda a Europa por quase duas décadas, apoiando outras bandas como Ten Years After, Frankie Miller, The Groundhogs, Dr Feelgood, Herman Brood e Wild Romance.

LF tocou também com muitos outros artistas, como Gary P Nunn, The Country Pickers e Pride of Texas; igualmente fez tours com Mason Casey e Zack Zunis (Lester Butler Band) e trabalhou em projetos com o bem conhecido Popa Chubby.

ODRAN B LIVAS ("B"!) (TECLADO, GUITARRA, VOZ)

Nascido em Bayonne, França, mudou-se para o Reino Unido em adolescente.

Odran passou a estudar música e composição contemporânea no Dartington College of Arts e adquiriu um Mestrado em Etnomusicologia no Exmouth College. Trabalhou como guitarrista com músicos e compositores instrumentais, como PeeWee Ellis Quintet, Johnny Lippiett Quintet, Harry S Fulcher Quartet e Sextet.

Foi membro fundador do coletivo “Q” (Londres) e gravou em álbuns do Club Brasil (Sangue Latino), Louise Parker (Do not Explain), Manos (Andalusian) e Fuse (Another Road South) assim como com composições em álbuns de Dalata (“Songs from the Tin”) e Andrew Darlinson Trio (“Os Ibiscus da Luz”).

OBL escreveu os temas dos filmes “Six Foot Square” de Emma George, “Five Days” e “Street Perfume” de Miguel Luz. Em 2010 mudou-se para Portugal, tocando teclado e guitarra com várias bandas. É, com crédito, um membro da Ondajazz House Band e os seus recentes projetos incluem tocar com Rawfish lx.

 

SUPPORT ACT:  CAROLINE DAWSON

A cantora / compositora Caroline Dawson nasceu em Oslo, Noruega e vive em Portugal há 25 anos.

Começou a tocar piano aos 6 anos de idade e fez parte do duo de rock Pretty Goners na Noruega. Em 2001 lançou o seu primeiro EP e duas das canções foram usadas no soundtrack de duas telenovelas brasileiras, “As Filhas da Mãe” e “Mulheres Apaixonadas”. Tocou a solo em vários locais de Lisboa e durante o Campeonato Europeu de Futebol de 2004, lançando o seu primeiro álbum “Have you felt the change?” em 2013.

Sobre este álbum foi dito: “Caroline’s songs are simple, yet heartfelt, melodies and stories so beautifully sombre that they require no labelling.”

CD tocou no Teatro do Bairro, Fábrica Braço de Prata e Pensão Amor em Lisboa, bem como no Centro Cultural Olga Cadaval em Sintra. Fez parte do Coro Gulbenkian em Lisboa, interpretando “Carmina Burana” e colabora regularmente como compositora de outros artistas.

O último single “Some Days Lullaby” e o novo álbum “Enigma” foram lançados em 2016 em Portugal e on-line em todo o mundo.

Recentemente, ganhou o prémio de Melhor Álbum Folk/cantautor pela Akademia Music Awards: “This compact but dense collection of folk / singer-songwriter riches is unrelentingly emphatic and persuasive due to its smooth-as-silk diction and conscious messages.”

Atualmente está a trabalhar num novo projeto de rock / blues / funk, THE CAROLINE DAWSON BAND.

Ouvir Aqui

CONCERTOS:

 

SEXTA-FEIRA, 3 DE MARÇO ... BAFO DE BACO, LOULÉ, ALGARVE

 

SÁBADO, 4 DE MARÇO ... CASINO ESTORIL, ESTORIL, LISBOA

DOMINGO, 5 DE MARÇO ... STAIRWAY CLUB, CASCAIS, LISBOA

 

Apoie a Rádio Utopia.

Valor:
Go to top