Radio Utopia Player

Rate this item
(1 Vote)

No intuito de celebrar o dia do Ambiente, a Autarquia de Lagos Levou a cabo um vasto leque de atividades, em que a sensibilização foi o principal mote, de destacar entre as diversas iniciativas a inauguração de Estação da Biodiversidade da Barragem da Bravura.

Conhecer para preservar

A estação consiste de percursos pedestres curtos, sinalizados no terreno através de 9 painéis informativos sobre as riquezas biológicas a observar pelos visitantes, e resultam de um projeto desenvolvido pela TAGIS – Centro de Conservação das Borboletas de Portugal.

Os principais objetivos deste projeto são aumentar o conhecimento sobre a biodiversidade, contribuir para a valorização do património natural e, especialmente, promover a participação dos cidadãos na inventariação da nossa fauna e flora. Assim, qualquer pessoa, independentemente da profissão e idade (dos 7 aos 77 anos), pode dirigir-se a uma Estação da Biodiversidade e colaborar ativamente na sua inventariação e monitorização.

30 seniores e 168 alunos estiveram presentes

A inauguração da Estação de Biodiversidade da Barragem da Bravura, localizada na Estrada da Central, contou com a presença da Presidente da Câmara Municipal de Lagos, Maria Joaquina Matos, do Vereador com o pelouro do Ambiente, Paulo Jorge Reis, bem como de elementos da TAGIS, que dinamizaram visitas guiadas ao longo do dia com as escolas de Lagos e grupos de seniores dos Lares da Santa Casa da Misericórdia de Lagos e do projeto da autarquia “Saúde em Movimento”.

As visitas contaram com a participação de um total de 30 seniores e 168 alunos, de 8 turmas e 4 escolas do 1º ciclo do ensino público (Escola do Bairro Operário, Escola de Santa Maria, Escola de Bensafrim e Escola da Ameijeira). Na iniciativa marcou igualmente presença o Centro Ciência Viva de Lagos, que dinamizou diversas atividades sobre a temática da biodiversidade.

 

Ainda integrada nestas Comemorações, também a autarquia acolheu, no átrio do Edifício Paços do Concelho Séc. XXI, a exposição temática “Plásticos – Até quando a nossa indiferença?”, promovida pelo Parque Zoológico de Lagos. No mesmo local esteve ainda patente uma outra exposição de trabalhos feitos com materiais reutilizáveis elaborados pelas artesãs dos Grupos “Cores e Pinceladas” e “Pinturas ABC Espichense”, de Almádena e Espiche, respetivamente.

Rate this item
(1 Vote)

Wi-fi grátis em Lagos

Lagos vai passar a ter mais 5 novas zonas com cobertura de rede wi-fi gratuita.

No seguimento do contrato de financiamento recentemente celebrado entre a Câmara Municipal de Lagos e o Turismo de Portugal, enquadrado no Programa Valorizar que tem como objectivo a criação de zonas de acesso a wi-fi.

Lagos vai juntar ás zonas já existentes cinco outras, nas zonas do Largo da Igreja de Santo António, Praça Infante D. Henrique, Praça de Gil Eanes, Largo do Marquês de Pombal e Mercado Municipal, que estarão disponíveis para todos os cidadãos.

App com mais informação Turistica e Cultural

Estará também disponível uma App com acesso ao site da autarquia e diversa informação turística e cultural.

Lagos pretende desta forma acompanhar as mais recentes tecnologias uma vez que a internet é cada vez mais imprescindível no dia-a-dia, e o acesso á rede é cada vez mais um critério valorizado pelos turistas, por vezes decisivo no que toca à escolha do seu destino.

 

A autarquia pretende com esta medida também que quem visita a cidade possa tirar mais proveito do que esta tem para oferecer.

Rate this item
(0 votes)

40 Anos do Punk em Portugal

No ano em que se “celebram” os 40 anos do punk em Portugal, a Chili Com Carne, em parceria com a Thisco, edita o (duplo) livro sobre este fenómeno, que será apresentado amanhã dia 10 na Feira do Livro, denominado Corta-e-Cola : Discos e Histórias do Punk em Portugal (1978-1998) de Afonso Cortez e Punk Comix : Banda Desenhada e Punk em Portugal de Marcos Farrajota.

As histórias mais secretas

 Ao longo de 256 páginas os autores procuram entender o percurso do Punk em Portugal na base da máxima do do-it-yourself.

São contadas inúmeras histórias que vão desde, anarquia e violência; de activismo político, manifestações e boicotes; de pirataria de discos e ocupação de casas; de lutas pelos direitos dos animais; de noites de copos, drogas e concertos...

Música e Ilustrações

Corta-e-Cola / Punk Comix é ilustrado com centenas de imagens, desde reproduções de capas de discos a páginas de fanzines, cartazes, vinhetas e páginas de BD, flyers e outro material raramente visto.

 

 E porque punk também é música, o livro vêm acompanhadas por um CD-compilação com 12 bandas de punk, rock ou música experimental actuais como Albert Fish, Dr. Frankenstein, The Dirty Coal Train, Presidente Drogado, Putan Club, Estilhaços Cinemáticos... As bandas ofereceram os temas, todos eles inéditos, sobre BD na forma mais abrangente possível, sobre personagens

Pág. 2 de 25

Apoie a Rádio Utopia.

Valor:
Go to top