Radio Utopia Player

“Never Too Old”, A estreia voltaica dos Bless The Mess

Os lisboetas Bless the Mess são a prova viva de que o rock nacional está de boa saúde e recomenda-se. Na linha de uns compatriotas The Lazy Faithful ou Eat Bear, o quarteto estreia-se com o voltaico “Never Too Old”, num agitado diálogo entre pratos, baixo e guitarra eléctrica.

O tema assinala o primeiro lançamento da banda através do selo da Music For All e antecede a edição de um EP esperado no segundo trimestre deste ano.

Os Bless the Mess são um quarteto de rock lisboeta formado por Tiago Cabral (voz e teclas), Miguel Pimenta (guitarra), Alex Silva (baixo) e Jorge Varandas (bateria), que recolhe influências provenientes de géneros como o classic e hard rock e do metal.

Formados em 2013, nos tempos de escola, passaram por uma mudança de alinhamento no momento de gravação do seu primeiro EP, com a saída de um dos guitarristas, sendo que desde então compuseram de novo as suas fileiras e ganharam calo ao vivo ao tocar em eventos como o Rock ‘n’ Roll Fucking Fest na República da Música ou em espaços como o Tokyo Lisboa.

Prosseguindo na rota ascendente e evolutiva que têm traçado, em 2017 assinam com a Music For All, através da qual editarão um novo trabalho esperado no segundo trimestre do ano.

Ouvir Aqui

Depois de um single contagiante, de seu nome “Jah Of Creation”, e de um álbum de estreia surpreendente - “Creation” - chega-nos uma série de concertos intimistas dos Soul Brothers Empire onde o rock, o reggae e os ritmos fortes e viciantes não vão faltar!

Esta irmandade tem raízes em Proença-a-Nova e durante os meses de Janeiro, Fevereiro e Abril vão passar pelas FNAC de Alfragide, Vasco da Gama, Almada e Leiria, respectivamente. Confira abaixo todas as datas das actuações de uma das apostas nacionais da Music For All!

 

21.01 | FNAC @ Alfragide, 17h

28.01 | FNAC @ Vasco da Gama, 17h

18.02 | FNAC @ Almada, 17h

15.04 | FNAC @ Leiria, 17h

 

Naturais de Proença-a-Nova e existentes desde 2010, os Soul Brothers Empire são um coletivo composto por Gil Henriques (voz e guitarra), Claúdio Mendes (bateria), Joka (guitarra ritmo) e Pedro Martins (baixo) que assume influências do reggae, punk, rock e ska numa fusão única.

No currículo contam com presenças em vários festivais direcionados ao público jovem, como a Queima das Fitas de Coimbra, a Semana Académica da Covilhã, a Semana Académica de Castelo Branco, o Enterro do Caloiro de Aveiro (onde partilharam o palco com os Natiruts), entre muitos outros concertos de Norte a Sul do país, fazendo sempre vibrar o público por onde passam.

A participação no Rock Rendez Worten em 2011 permitiu-lhes chegar ao palco do Musicbox, em Lisboa, sendo que dois anos depois marcaram presença na mítica Festa do Avante. Mais recentemente foram convidados do “5 Para a Meia-noite” (RTP1) e subiram ao palco do Hard Rock Café.

“Creation”, o longa-duração de estreia, chegou em 2014 e com ele trouxe singles pegadiços como “Free To Go”, “Soul Brothers” ou “Jah of Creation”.

Ouvir Aqui

 

 

“Frenética" é o novo álbum de Patrícia Candoso

Depois de um longo período de maturação artística, Patrícia Candoso reactiva agora a sua carreira musical com a edição de um novo álbum, o terceiro do seu percurso. “Frenética” reflete a maturidade de Patrícia enquanto mulher independente e artista consolidada na indústria do entretenimento, mantendo agora uma harmonização perfeita entre as vertentes de música, televisão e teatro.

Com o cunho criativo do cantor/compositor Mikkel Solnado e o selo da Music In My Soul, o novo álbum estará disponível em pré-venda a partir de 2 de Dezembro, sendo antecedido pelo single “Ready For It”. Mais quatro temas promocionais serão lançados semanalmente em antecipação ao disco, cuja edição digital está prevista para 20 de Janeiro.

Patrícia Candoso, cantora e atriz de 34 anos, é licenciada em Ciências da Comunicação e fez formação de música e teatro. A sua carreira começou ao interpretar “Catarina” na telenovela da TVI, “Sonhos Traídos”, em 2001. Depois disso integrou a primeira temporada da famosa série juvenil “Morangos com Açúcar”, onde começou a cantar, tendo acabado por lançar dois álbuns – “O Outro Lado” (2004) e “Só Um Olhar” (2006) - que contêm vários sucessos. A partir daí, Patrícia nunca mais parou e tem trabalhado continuamente em televisão, teatro, cinema, publicidade e música.

Apesar do gosto pela área da comunicação e do jornalismo, os convites e o talento têm falado mais alto, e foi este o rumo que Patrícia escolheu dar à sua vida. “Mundo Meu”, “Casos da Vida”, “Um Lugar Para Viver” e “Louco Amor” são exemplos de projetos que marcaram o seu percurso. Atualmente concentra as suas forças no regresso à música, tendo produzido o terceiro álbum em estúdio na companhia do cantor, compositor e produtor Mikkel Solnado, a ser lançado em Dezembro com o selo da Music In My Soul.

Ouvir Aqui

Os Polegar apresentam EP de estreia

João Gomes, Rui Rosa, Tiago Cordeiro e Tomás Branco Gonçalves, são o grupo pop proveniente da cidade de Torres Novas. Em 2015 não conseguiram vencer o "I Concurso de Bandas Nova Música", nem completar todas as cadeiras da faculdade. No encerrar de 2016, a alegria é outra e vêem ser editado pela Azul de Tróia o primeiro registo fonográfico da carreira principiante, qual peteca de badminton esvoaçando pelo pavilhão gimnodesportivo.

O "Assalto À Residência" (AT019) foi gravado e misturado no Promontório, pelas mãos do Tiago Brito. A arte gráfica ficou a cargo do Henrique Salgueiro e não podia servir melhor o propósito. A produção da banda e a supervisão deste trabalho foi assumida pelo Pedro de Tróia.

A edição física de "Assalto À Residência" estará à venda no concerto de apresentação, dia 9 de Dezembro, no Musicbox (Lisboa). Os Polegar são uma das três bandas convocadas para a primeira "Galopante Festa", os bilhetes estão à venda e o essencial está aqui.

Ouvir Aqui

Piece Of Cake apresentam vídeo do 2º single

Piece Of Cake são uma banda Portuguesa que funde uma grande variedade de influências musicais, passando do rock ao tradicional. A banda é composta por Lito Pedreira, Pedro Henrique, Iven Pedreira, Rodrigo Almeida e Mário Peniche. Depois do single “Fears on Fire”, apresentam agora o vídeo e 2º single “Deep (Into The Sea).

Ouvir

Pedro e os Lobos com novo single

"Um dia assim" feat. Jorge Benvinda dos Virgem Suta

''Este chão que pisamos'' é o titulo deste novo disco de Pedro e os Lobos, que sublinha um caminho musical esteticamente marcado pela interligação de várias culturas e linhas musicais na busca de uma sonoridade própria.

Tendo as guitarras como figura central das suas composições, Pedro Galhoz continua a mostrar neste disco a sua paixão pela mistura de diferentes culturas, pelas bandas sonoras, pelo deserto e pelos clássicos da música americana que convivem aqui em harmonia com a lusofonia na palavra e no sentimento.

''Este chão que pisamos'' é composto por sete temas originais em que os convidados Adolfo Luxuria Canibal (Mão Morta), Jorge Benvinda (Virgem Suta), Viviane, Joana Machado, Marisa Anunciação e Sónia Oliveira dão voz às palavras de Pedro Galhoz.

Para lá das canções com voz, este disco conta ainda com um tema instrumental “ Andaluzia” que pertence à banda sonora da curta metragem “ Luto branco”.

''Este chão que pisamos'' é mais um capitulo numa caminhada musical marcada pela vontade de fazer música entre amigos e consequentemente mostrar o resultado desse trabalho em disco e no palco.

Ouvir Aqui

Samuel Úria com novo single/vídeo

"É preciso que eu diminua" é novo single

Samuel Úria tem um novo single!

“É preciso que eu diminua”, tema retirado do seu mais recente trabalho de originais - o aclamado “Carga de Ombro” - é lançado hoje acompanhado por um videoclip de animação.

Em jeito de celebração do Dia Internacional da Animação, Samuel, também ele com formação em artes visuais, dá a conhecer o resultado do convite efectuado ao realizador Pedro Serrazina para uma leitura criativa de umas das canções mais representativas do universo sonoro de “Carga de Ombro”.

O resultado não poderia ser mais surpreendente: o realizador interpreta o surrealismo poético de Samuel, elevando e explorando novos caminhos para o tema que, para além de viagem interior, inaugura uma nova sonoridade do cantautor (ou como alguém referia “como se Manu Chao tivesse parado em Tondela para tomar uma bica”). “É preciso que eu diminua” é assim um filme de animação de forte impacto visual e de uma delicadeza emocional rara.

A colaboração com Pedro Serrazina era algo que Samuel desejava há muito, tal a impressão que tinha da obra do realizador, nomeadamente do seu filme de estreia “Estória do Gato e da Lua”. Do currículo do realizador destacam-se o já referido e premiado “Estória do Gato e da Lua”, “Gatofone”, “Canção distante” ou “Os olhos do farol” bem como o seu percurso académico efectuado entre Portugal e Inglaterra com formação no Royal College of Arts, em Londres. Como professor, passou pela University ForThe Creative Arts, Universidade Católica do Porto e Universidade Lusófona. Aliás, para esta aventura de “É preciso que eu diminua”, Serrazina foi acompanhado na execução por alguns dos seus alunos dos cursos nacionais. (mais info em www.vimeo.com/pedroserrazina).

“É preciso que eu diminua” é o segundo single retirado de “Carga de Ombro” e sucede a “Dou-me Corda”.

Ouvir Aqui

Terno Rei ou a pop sonhadora de São Paulo

Terno Rei e é um quinteto paulistano formado em 2010 por Ale Sater (Voz e Baixo), Bruno Rodrigues (Guitarra), Greg Vinha (Guitarra), Luis Cardoso (Bateria) e Victor Souza (Percussão). Dá uma mão ao rock que se diz alternativo, outra a um modo intrigante de cantar em brasileiro, outra à pop sonhadora (“Dream Pop” para os comuns) e as restantes agarradas à introspecção.

Este mês partilharam duas novas canções, “Sinais” e “Criança”, mas foi sobre a segunda que recentemente divulgaram um vídeo. Ambas integrarão o disco “Essa Noite Bateu Com Um Sonho” que será editado até ao final do ano no Brasil e no início de 2017 aqui em Portugal.

Com a mesma serenidade com que escutamos as suas canções, prosseguimos este texto para dar a conhecer um pouco mais da banda que já conta na sua curta carreira com três EPs e um LP. No ano 2011 editaram de forma independente “1” e passados dois anos “Metrópole”. Rapidamente foram identificados no radar da Balaclava Records (editora e produtora sediada em São Paulo) e, dois anos depois, editam o primeiro longa duração “Vigília”  e no ano seguinte o EP “Trem Leva Minhas Pernas”.

Depois de algumas parcerias pontuais, este é o primeiro passo oficial que damos no início de uma entusiasmante relação de trabalho e admiração com a Balaclava Records. Mesmo que estreita e de madeira, há muito que sonhamos construir uma ponte segura Portugal – Brasil com dois sentidos e estamos agora em condições de anunciar a parceria entre as duas editoras que terá vida pública a partir de 2017.

Ouvir Aqui

Mirror People antecipa segundo álbum

"In Your Eyes " é o novo tema

Depois do sucesso do álbum de estreia Voyager, um disco com várias colaborações, Rui Maia convidou a banda que o acompanha em palco e o vocalista Jonny Abbey para juntos gravarem o seu sucessor.
 
Bring The Light dá o título ao segundo longa duração de Mirror People com edição prevista para 2017. O single de avanço In Your Eyes é considerado por Rui Maia como “um tema que se move num ambiente pop independente e sintetizado a remeter para a década de 80, com influência na cultura alternativa e no estilo de vida da altura”.

O vídeo, realizado por Alexandre Azinheira, foi filmado nas conhecidas Piscinas das Marés em Matosinhos, monumento nacional projetado pelo arquiteto Álvaro Siza Vieira.

Segundo o realizador: "Desenhado em 1966 por Álvaro Siza, as Piscinas das Marés em Leça da Palmeira são um espaço tão impressionante que acabámos por decidir uma acção que se adaptasse ao espaço em lugar do oposto habitual. Enfocámo-nos no refrão ‘Fake is Alright’ para criar uma acção única e ver até onde podíamos esticar um breve momento. O resultado é um movimento unidireccional, repetitivo, minimalista e ambíguo. Tal como as marés."

Ouvir Aqui

Birds Are Indie com novo single

...e muitos concertos em Outubro e Novembro

A banda de Coimbra continua a mostrar o seu último álbum "Let's Pretend The World Has Stopped".

TOUR DE OUTONO

OUTUBRO

Dia 22 / RIO MAIOR / Espaço Maioral (+ Songs of Brothers) ~ 22:30

Dia 23 / LEIRIA / Fnac [showcase] ~ 16:00

Dia 29 / COIMBRA / Aqui Base Tango (+ Sky Between Leaves) ~ 17:00

Dia 31 / TONDELA / Bar Acert ~ 22:00

NOVEMBRO

Dia 01 / VISEU / Faces ~ horário a definir

Dia 03 / LISBOA / Popular Alvalade (+ Senhor Doutor) ~ 21:30

Dia 04 / CASCAIS / Fnac [showcase] ~ 22:00

Dia 05 / ALMADA / Fnac [showcase] ~ 15:30 + ALFRAGIDE / Fnac [showcase] ~ 19:00

Dia 12 / OVAR / Novo (+ Daily Misconceptions + Clementine + Miss Cat e o Rapaz Cão) ~ 23:59

Dia 13 / AVEIRO / Trilhos da Terra [showcase] ~ 18:00

Ouvir Aqui

Pág. 1 de 2
Go to top