Radio Utopia Player

A Câmara Municipal de Coruche e a Windpassenger apresentam a primeira edição do “RUBIS GÁS UP - FESTIVAL INTERNACIONAL DE BALONISMO CORUCHE PORTUGAL”.

O evento terá lugar no dia 15 de fevereiro, às 16h00, no Observatório do Sobreiro e da Cortiça, na zona industrial de Coruche e contará com a presença do Senhor Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, do Presidente da Câmara Municipal de Coruche, Francisco Oliveira, representante da Quercus, Domingos Patacho, do Diretor Geral da Rubis Energia Portugal, S.A., Arnaud Havard, empresa patrocinadora do evento, e o Diretor de Operações da Windpassenger, Guido Santos, empresa organizadora do evento.

No final será realizado um voo em balão de ar quente, com a duração de uma hora.

Emma Ruth Rundle a 20 de Abril no Sabotage

A cantautora norte-americana Emma Ruth Rundle sobe ao palco do Sabotage Club, em Lisboa, no dia 20 de Abril, para apresentar «Marked for Death», numa estreia em solo nacional há muito aguardada.

Encontramos na folk taciturna de Emma Ruth Rundle uma esperança difusa, talvez até impercetível ao primeiro contacto, mas resoluta; uma luz ténue que percorre os intervalos de uma neblina de distorção e de uma tempestade de corações quebrados, de sufocos existenciais, de sentimentos de perda e de derrota.
 
É em «Marked for Death», o mais recente trabalho, que esta luz tímida transparece de forma mais firme na discografia de Emma Ruth Rundle, transformando-o num instrumento de auto-conhecimento e de catarse. Se Some Heavy Ocean, o disco de estreia, se apoiava maioritariamente em cândidos lamentos folk, em Marked for Death há um adensar da sonoridade, com camadas de guitarra distorcida que sobem à tona para sublinhar a emoção crua e sem artifícios que Rundle comunica nas suas composições.

Ouvir aqui

Depois de um single contagiante, de seu nome “Jah Of Creation”, e de um álbum de estreia surpreendente - “Creation” - chega-nos uma série de concertos intimistas dos Soul Brothers Empire onde o rock, o reggae e os ritmos fortes e viciantes não vão faltar!

Esta irmandade tem raízes em Proença-a-Nova e durante os meses de Janeiro, Fevereiro e Abril vão passar pelas FNAC de Alfragide, Vasco da Gama, Almada e Leiria, respectivamente. Confira abaixo todas as datas das actuações de uma das apostas nacionais da Music For All!

 

21.01 | FNAC @ Alfragide, 17h

28.01 | FNAC @ Vasco da Gama, 17h

18.02 | FNAC @ Almada, 17h

15.04 | FNAC @ Leiria, 17h

 

Naturais de Proença-a-Nova e existentes desde 2010, os Soul Brothers Empire são um coletivo composto por Gil Henriques (voz e guitarra), Claúdio Mendes (bateria), Joka (guitarra ritmo) e Pedro Martins (baixo) que assume influências do reggae, punk, rock e ska numa fusão única.

No currículo contam com presenças em vários festivais direcionados ao público jovem, como a Queima das Fitas de Coimbra, a Semana Académica da Covilhã, a Semana Académica de Castelo Branco, o Enterro do Caloiro de Aveiro (onde partilharam o palco com os Natiruts), entre muitos outros concertos de Norte a Sul do país, fazendo sempre vibrar o público por onde passam.

A participação no Rock Rendez Worten em 2011 permitiu-lhes chegar ao palco do Musicbox, em Lisboa, sendo que dois anos depois marcaram presença na mítica Festa do Avante. Mais recentemente foram convidados do “5 Para a Meia-noite” (RTP1) e subiram ao palco do Hard Rock Café.

“Creation”, o longa-duração de estreia, chegou em 2014 e com ele trouxe singles pegadiços como “Free To Go”, “Soul Brothers” ou “Jah of Creation”.

Ouvir Aqui

 

 

Pedro e os Lobos em Faro dia 17 de Dezembro

'Este chão que pisamos'' é o título deste novo disco de Pedro e os Lobos, que sublinha um caminho musical esteticamente marcado pela interligação de várias culturas e linhas musicais na busca de uma sonoridade própria.

Tendo as guitarras como figura central das suas composições, Pedro Galhoz continua a mostrar neste disco a sua paixão pela mistura de diferentes culturas, pelas bandas sonoras, pelo deserto e pelos clássicos da música americana que convivem aqui em harmonia com a lusofonia na palavra e no sentimento.

''Este chão que pisamos'' é composto por sete temas originais em que os convidados Adolfo Luxuria Canibal (Mão Morta), Jorge Benvinda (Virgem Suta), Viviane, Joana Machado, Marisa Anunciação e Sónia Oliveira dão voz às palavras de Pedro Galhoz.

Para lá das canções com voz, este disco conta ainda com um tema instrumental “ Andaluzia” que pertence à banda sonora da curta-metragem “ Luto branco”.

''Este chão que pisamos'' é mais um capítulo numa caminhada musical marcada pela vontade de fazer música entre amigos e consequentemente mostrar o resultado desse trabalho em disco e no palco.

Ao vivo, no dia 17 de Dezembro, Clube Farense.

Ouvir Aqui

Ghost Hunt ao vivo nos Maus Hábitos

16 Dezembro no Porto - 22h30

Álbum de estreia homónimo já disponível (ed. Lux Records)

"Games", single de avanço do primeiro trabalho de um dos mais interessantes projectos musicais portugueses dos últimos anos, já roda nas rádios

Os Ghost Hunt são uma das bandas escolhidas para a próxima noite Super Nova.

O conceito é simples: um cabeça de cartaz, duas bandas emergentes e um DJ para prolongar a noite. São assim as noites de Dezembro no bar Maus Hábitos, no Porto.

Pedro Oliveira [ex-Spider, Blarmino] e Pedro Chau [baixista dos The Parkinsons], levam assim, pela primeira vez ao Porto, o extraordinário conjunto de temas incluídos no álbum de estreia, todos construídos à volta de sintetizadores e guitarras, exercício estético de acumulação e transfiguração de inúmeras referências musicais.

Dia 16 de Dezembro, pelas 22h30, nos Maus Hábitos.

A entrada é entrada livre.

Ouvir Aqui

Espectáculo dos Moonspell no Campo Pequeno em DVD

Os MOONSPELL comentam, por Fernando Ribeiro (voz): “Nunca nenhum de nós poderia ter antecipado isto. De todo. Esta possibilidade (tornada real) de após 20 anos, de estar a celebrar um disco e, porque não, uma época de grande música, de fusão, de experimentalismo e liberdade. Este disco será sempre o nosso ponto alto. A nossa pedra de toque. Não que os outros discos sejam menores, nada disso. É só que com o Irreligious sentimos que fazemos parte de um estilo novo, uma fusão nova que nascia ali e a qual estávamos ajudar a definir. Algo Europeu, com a marca Portuguesa, algo novo no Underground, algo clássico, místico. Um belo animal, nascido do encontro de uma noite eterna entre metal e goth. Um filho deles. Iremos tocar alguns concertos para celebrar estas duas décadas. Em Portugal (visitem-nos!), pela Europa…apareçam. E…finalmente, graças à Century Media, a editora que nos descobriu e abriu portas, iremos também trabalhar numa edição em vinil do single Opium (mais novidades em breve). Enfim, razões para celebrar connosco pois quando se celebra pela música, a celebração torna-se viva, num valor que nunca como agora foi posto em causa, que nunca esteve tão frágil num mundo que se recusa a livrar-se do fanatismo da religião. A música abraça valores mais altos e escolheram sempre a beleza em vez do terror."

OPIUM

“É a nossa canção mais conhecida. Se fossemos uma banda Pop/Rock, teria sido o nosso one hit wonder, os nossos 3 minutos de fama. Mas não foi. Tornou-se sim numa canção que atravessou países, mudou mentalidades e trouxe muita gente diferente ao contacto com os Moonspell. Já tocamos a Opium em clubes para muita gente, para pouca; para festivais massivos, em festas de aldeia. Elétrica, acústica, nas melhores listas de karaoke, em adegas entre amigos, em quartos fechados, em África, América, Austrália, Europa, Ásia. Em Portugal. Em Casablanca. Em Pequim. Ontem, hoje , amanhã, sempre connosco unindo os nossos fãs, salvando concertos, arrancando pessoas dos sofás para a pista dos clubes mais dark de Berlim ou Lisboa.”

Ouvir Aqui

Guns N'Roses em Lisboa em 2017

Os Guns N'Roses atuam no Passeio Marítimo de Algés no próximo dia 2 de junho

Foi confirmado o concerto que marca a reunião dos Guns N'Roses, e a data anunciada é o dia 2 de junho de 2017.

O local onde decorrerá o concerto é o Passeio Marítimo de Algés. Este regresso a Portugal está incluído na digressão "Not in This Lifetime".

Ouvir Aqui

Entre o Reeperbahn e o Eurosonic, "Drifter" continua pela Europa fora

Os últimos meses têm sido alucinantes.

Depois de uma digressão nacional que os levou do CCB ao Festival Paredes de Coura, rumaram à Alemanha para uma estreia no Reeperbahn Festival, voltando pouco depois para uma tour de oito datas com escalas em Madrid, Paris e Berlin.

Na semana em que abrem os concertos de José James na Casa da Música, TJLS, CCB e Theatro Circo, e a poucos dias de se estrearem em Londres (onde vão lançar os dois discos em vinil), foram confirmados pelo festival Eurosonic Noorderslag, na Holanda, como uma das bandas que melhor representa a música emergente portuguesa.

A constatação de que a intensidade de entrega e trabalho começa a dar os seus frutos, e que começa a haver interesse, menção e destaque em vários meios e países (desde blogs e webzines à Rolling Stone, Music Express ou até Metal Hammer), enche-nos de orgulho e de vontade de continuar a trabalhar.

Agradecemos toda a atenção que possam dar a mais este marco, encontrando-se a banda disponível para entrevistas e outras acções promocionais.

Ouvir Aqui

Birds Are Indie com novo single

...e muitos concertos em Outubro e Novembro

A banda de Coimbra continua a mostrar o seu último álbum "Let's Pretend The World Has Stopped".

TOUR DE OUTONO

OUTUBRO

Dia 22 / RIO MAIOR / Espaço Maioral (+ Songs of Brothers) ~ 22:30

Dia 23 / LEIRIA / Fnac [showcase] ~ 16:00

Dia 29 / COIMBRA / Aqui Base Tango (+ Sky Between Leaves) ~ 17:00

Dia 31 / TONDELA / Bar Acert ~ 22:00

NOVEMBRO

Dia 01 / VISEU / Faces ~ horário a definir

Dia 03 / LISBOA / Popular Alvalade (+ Senhor Doutor) ~ 21:30

Dia 04 / CASCAIS / Fnac [showcase] ~ 22:00

Dia 05 / ALMADA / Fnac [showcase] ~ 15:30 + ALFRAGIDE / Fnac [showcase] ~ 19:00

Dia 12 / OVAR / Novo (+ Daily Misconceptions + Clementine + Miss Cat e o Rapaz Cão) ~ 23:59

Dia 13 / AVEIRO / Trilhos da Terra [showcase] ~ 18:00

Ouvir Aqui

Vítor Rua & Acid Acid no Sabotage dia 21 Outubro

O Sabotage convidou Vítor Rua e Acid Acid, dois mestres da música experimental de duas gerações distintas, a criarem um espectáculo em conjunto.  No dia 21 de Outubro (sexta-feira), assistimos ao resultado deste encontro inesperado e (já o sabemos) muito feliz. Um momento único que tão depressa não se irá repetir.

Façamos as apresentações. 
Vítor Rua é um dos génios da nossa música, fundador dos GNR, o espírito irrequieto que criou temas tão emblemáticos como «Portugal Na CEE» ou «Sê um GNR», sem esquecer os mais de 20 minutos de «Avarias», a faixa que ocupava todo o lado B do primeiro álbum de GNR ("Independança”), em 1982, e que ainda hoje permanece como um marco da música mais experimental em territórios pop. Depois dos GNR, o trabalho com Jorge Lima Barreto como Telectu levou Vítor Rua a explorar a guitarra como nenhum outro em Portugal, consolidando-se como improvisador de excelência.
Acid Acid, de Tiago Castro (Rádio Radar), é uma aventura bem mais recente, mas marcada já por presenças em festivais tão emblemáticos como o Reverence Valada, Jardins Efémeros, Mucho Flow, Rescaldo ou Silêncio, entre muitos outros concertos pelo país. O primeiro álbum saiu em Junho pela Nariz Entupido e espantou por conter apenas duas faixas, viagens psicadélicas com momentos ambientais, experimentais, kraut e exóticos.

No encontro entre Vítor Rua e Tiago Castro, vamos assistir à reinterpretação da música de Acid Acid, filtrada pelas vivências de cada um, exploradores de duas gerações distintas, que nos irão levar a destinos incertos, com a certeza de que jamais iremos assistir a algo igual.

A primeira parte é assegurada por Calcutá, o projecto a solo de Teresa Castro dos Mighty Sands, que viaja entre a folk, a psych, o surf rock, em ambiente quase lynchiano, taciturno e aliciante. Uma viagem carregada por camadas de reverb, onde a guitarra e a voz se cruzam para despontar um mar de sensações. Depois dos concertos, a festa continua na pista com os DJs Blak Gordon & Nuno Rabino.

 

Pág. 1 de 3
Go to top